Notícias e Eventos | 
Notícias
Notícias
Começaram a ser seleccionadas as árvores que irão receber ninhos artificiais para abutre-preto
14 Janeiro 2011


Nos meses de Dezembro e Janeiro, técnicos do projecto e voluntários começaram a realizar trabalho de campo com o objectivo de seleccionar as árvores onde serão instalados os primeiros ninhos artificiais para abutre-preto.

Um dos problemas que o abutre-preto enfrenta em Portugal é a reduzida disponibilidade de locais de nidificação. A espécie tem requisitos ecológicos bastante restritivos, nomeadamente a presença de manchas grandes de habitat favorável, localizadas em encostas com elevado declive e suficientemente afastadas de fontes de perturbação humana. Além disso, nesses locais é necessária a presença de árvores de grande porte, capazes de suportar um ninho que pode chegar a pesar mais de 200 kg. De forma a maximizar as hipóteses de virmos a ter abutre-pretos a nidificar na área do projecto, serão construídos ninhos artificiais, que, acoplados a árvores, vão oferecer as condições necessárias para a nidificação da espécie.

O trabalho de campo tem por agora decorrido apenas na ZPE de Mourão/Moura/Barrancos, mais precisamente na região de Barrancos. Os técnicos seleccionaram já um conjunto de áreas que, pelas suas características de habitat, topografia e distância a fontes de perturbação, são propícias à nidificação de abutre-preto. Essas zonas estão agora a ser prospectadas, de forma a identificar um conjunto de árvores que possam apresentar as condições necessárias para a instalação das plataformas de nidificação. Estas árvores, essencialmente sobreiros e azinheiras, são medidas, sendo também recolhida informação sobre o habitat envolvente e sobre a sua distância a fontes de perturbação. Depois de concluídas as medições, serão seleccionadas as melhores árvores, com base na informação recolhida no campo.
Esperamos a curto prazo vir a instalar o primeiro ninho artificial.