Notícias e Eventos | 
Notícias
Notícias
Grifos e abutres-pretos nos campos de alimentação do projecto
30 Novembro 2012


No âmbito do projecto, está a ser criada uma rede de campos de alimentação para o abutre-preto em propriedades privadas, que receberão carcaças de gado doméstico apenas das propriedades onde se encontram localizados e carcaças de espécimes de caça maior (e.g. veado, javali) da(s) zona(s) de caça dessa propriedade ou da área imediatamente circundante. Esta rede de campos de alimentação, a primeira do género em Portugal, está a ser implementada nas ZPE de Mourão/Moura/Barrancos e do Vale do Guadiana. Adicionalmente, construiu-se também um campo de alimentação na ZPE de Mourão/Moura/Barrancos que pode receber carcaças de diferentes explorações, zonas de caça e/ou vários pontos de origem da região, e que irá fornecer uma maior quantidade de alimento, de forma mais regular, servindo assim como um complemento da rede.

Ao fornecerem alimento suplementar ao abutre-preto, estes campos de alimentação permitirão a fixação da espécie nestas duas regiões – o primeiro passo para a recuperação da população reprodutora de abutre-preto no Sudeste de Portugal. Esta rede também fornecerá alimento suplementar aos indivíduos reprodutores da população espanhola existente junto à fronteira com Portugal (que utilizam territórios portugueses como área de alimentação) e que constituirá, eventualmente, a origem da colonização natural do Sudeste de Portugal por esta espécie.



 


Vídeo gentilmente cedido pelo Jornal Expresso



 
A construção dos campos de alimentação está a ter em consideração todas as regras e legislação nacionais e europeias e está a ser efectuada com as devidas autorizações legais das autoridades nacionais de veterinária e de conservação da natureza.


Neste momento, quatro campos de alimentação já estão licenciados pelas autoridades competentes e em pleno funcionamento nas regiões de Moura, Mourão e Barrancos e do Vale do Guadiana, tendo-se já confirmado a sua utilização por abutres-pretos. Em breve mais locais integrarão esta rede de campos de alimentação, incluindo dois que estão já em processo de licenciamento.